Archive for the chatos Category

Fumo sim, e daí? Vai encarar?

Posted in chatos, Estorvo with tags , on 23 junho, 2008 by Zailda Coirano

Claro que eu e todos os outros fumantes do mundo estamos absolutamente conscientes dos males que causa o tabagismo, que é um vício horroroso que acaba com os pulmões e empesteia o ar e coisa-e-tal… Mas pô, caramba, será que a gente não tem o direito de dar uma pitadinha sossegada que lá vem um CHATO DE GALOCHA pra ficar enchendo o saco?

Chato – Nossa, você fuma…

Eu penso – (Claro que não, você está tendo ilusão de ótica.)

A gente dá uma resposta qualquer, um sorriso amarelo (bem amarelo já que a gente fuma), dá uns passos pra mais adiante pra ver se o “carrapato” se toca.

Chato – Você sabia que o cigarro faz mal à saúde?

Eu penso – (Não, o Ministério da Saúde só avisou pra você, seu babaca.)

Fico sem-graça ante tanto lugar-comum, mas a besta segue insistindo:

Chato – O cigarro mata aos poucos.

Eu penso – (Não tem problema, não estou com pressa de morrer.)

Chato – Cigarro dá câncer.

Eu penso – (Anticoncepcional dá câncer, fígado de boi dá câncer, buraco na camada de ozônio dá câncer – será que burrice também dá câncer?)

Chato – Quem fuma está queimando dinheiro.

Eu penso – (E o dinheiro é de quem? Ahn? De quem?)

Aí eu mordo a língua mas não adianta:

– Sabia que descobriram que quem FICA PERTO DE QUEM FUMA, ENCHENDO O SACO E INALANDO FUMAÇA é considerado FUMANTE PASSIVO e há uma porcentagem de incidência de câncer entre eles quase tão alta quanto daqueles que QUEREM FUMAR, GOSTAM, PAGAM PELO PRÓPRIO VÍCIO e além disso têm o DIREITO DE NÃO FICAR OUVINDO COISAS IDIOTAS DOS NÃO-FUMANTES?

Desculpe a grosseria aí, colega, mas não dá pra agüentar. Quem fuma está careca de saber de tudo isso, graças aos CHATOS DE PLANTÃO, que insistem em catequizar os fumantes. Acho que fumar ou não fumar é decisão de cada um e o patrulhamento deixa o fumante irritado; quando o fumante fica irritado dá uma vontade danada de fumar um cigarrinho!

por Zailda Mendes

Anúncios

“Como vai?” é um cumprimento e não uma pergunta, pô!

Posted in chatos with tags on 19 maio, 2008 by Zailda Coirano

Será que os chatos nunca interpretam corretamente o que dizemos? Por quê será que quando a gente diz “como vai?” eles sempre começam a contar, tintim por tintim?

Quando você diz “como vai?” a uma pessoa “normal”, ela responde: “bem, e você?” mas quando você pergunta a um chato… Lá vem ele contando que está mal, que a mulher o corneou, o patrão o demitiu, o carro quebrou, o cachorro morreu e a sogra que estava nas últimas se recuperou e foi morar na casa dele!

E o pior é que você, desavisado, está num daqueles dias em que parece que o tempo voa, nem bem levantou e já está atrasado. Mas não adianta ficar olhando o tempo todo pro relógio, ele não pára…

Pra ter certeza de que você não vai “fugir” ele ainda segura no seu braço! E fala bem de pertinho, se for seu dia de azar ainda tem mau hálito! E vai te babar todo, porque se hoje for aquele dia mesmo, ele é do tipo que fala babando… e nem dá pra abrir o guarda-chuva, você o deixou em casa, lembra?

Portanto, assim que passar pelo chato de novo, nada de dor na consciência, seja ele bonzinho como for, não interessa se lhe emprestou o dinheiro para a cirurgia da sua filha ou se é primo-irmão da sua mãe. Passe batido e finja que não o conhece!

(zailda coirano)